Bem vindo ao seu portal lusófono de Energia Livre e Ciência Alternativa!
NOSSA PÁGINA DO FACEBOOK - Curta e divulgue!
NOSSO CANAL NO YOUTUBE - Inscreva-se
SIGA-NOS NO TWEETER @EnergiaLivreBR
Entre em contato com o autor por e-mail
Participe da pesquisa de Energia Livre no grupo.
Para seguir o blog por e-mail, RSS ou Blogger role até o pé da página.
Na aba direita você encontra os links que abrirão as portas do universo da Energia Livre.
Boa viagem!!

quarta-feira, 22 de maio de 2013

Museu Nikola Tesla no sítio de Wardenclyffe

Um pouco atrasados, mais uma vez, mas, mesmo assim, trazendo até vocês a informação.

O sítio da torre Wardenclyffe (wiki pt, wiki en) tem esse nome em homenagem a James S. Warden, proprietário do sítio em Shoreham, Long Island, cerca de 100km de Manhattan. Warden concedeu 200 acres de terra a Tesla pois acreditava que, uma vez desenvolvido o sistema mundial de comunicação sem fio de Tesla, ali nasceria uma "cidade do rádio".

A torre, supostamente, seria para comunicação sem fio, o próximo passo da telegrafia. Pelo menos era somente isto que Tesla propagandeava ao seu investidor, J. P. Morgan. Tesla queria, na verdade, transmitir energia elétrica sem fio, além das comunicações por rádio. Marconi, no entanto, fez a primeira transmissão telegráfica sem fio já em 1903, o que colocou o projeto de Tesla em cheque. Seus investidores cobraram, e, diz a lenda que, após Tesla explicar suas verdadeiras intenções com a Torre, Morgan desistiu de seu financiamento, pois deu-se conta que não teria "aonde colocar o medidor", já que a energia estaria gratuitamente disponível em toda a parte.


A Torre não existe mais, mas o prédio original do laboratório, construído pelo arquiteto Stanford White especialmente para Tesla, ainda está lá. Alguns prédios adicionais foram construídos pelo último dono, a  AGFA Corporation, mas felizmente o prédio original foi preservado. Tentativas de tombar o local como patrimônio histórico existem desde 1967, mas sem sucesso.
 
Saindo da história e voltando à notícia atrasada... O designer e cartunista estaduniense Matthew Inman, do blog Oatmeal, lançou um comic (traduzido aqui) entitulado "Porque Tesla foi o maior geek que já viveu?". Em seguida, em agosto de 2012, lançou uma campanha para arrecadar fundos para a construção de um museu, já que a propriedade estava à venda. A campanha precisava arrecadar 850 mil dólares para a ONG Tesla Science Center, já que o estado de NY prometeu completar com igual valor caso a ONG conseguisse a arrecadação. Assim, arecadando os míseros 850 mil, o capital da ONG chegaria ao preço proposto para a propriedade, mas não garantiria o arrebatamento, já que havia outros compradores de olho na propriedade...

Felizmente, o comic original chegou a mais de 600 mil compartilhamentos e a campanha, em menos de um mês, foi muito bem sucedida chegando a arrecadar mais de 1,3 milhões de dólares (veja aqui o fim da campanha). Em meio a isso, o sucesso do comic rendeu uma crítica de Alex Knapp do Forbes, com direito a resposta do cartunista.

Recentemente foi feita uma conferência para a imprensa anunciando a compra do local pela ONG.

No Brasil, a história virou reportagem da revista Época. Por estes cantos, o nome Tesla está ligado também a Institutos de Pesquisa, aqui e aqui. Será que serão aliados do movimento Free Energy Brasil?

Ficamos por aqui. Lembre-se sempre que você pode deixar seu comentário ou entrar em contato através do e-mail pontozero36@gmail.com.

Um comentário:

  1. Meus parabens pelas postagem no seu Brogue ponto zero.ass: Carlos Gama

    ResponderExcluir

Seguir por Email

Seguidores