Bem vindo ao seu portal lusófono de Energia Livre e Ciência Alternativa!
NOSSA PÁGINA DO FACEBOOK - Curta e divulgue!
NOSSO CANAL NO YOUTUBE - Inscreva-se
SIGA-NOS NO TWEETER @EnergiaLivreBR
Entre em contato com o autor por e-mail
Participe da pesquisa de Energia Livre no grupo.
Para seguir o blog por e-mail, RSS ou Blogger role até o pé da página.
Na aba direita você encontra os links que abrirão as portas do universo da Energia Livre.
Boa viagem!!

segunda-feira, 30 de dezembro de 2013

Carro com motor magnético - Troy Reed

Este vídeo é um trecho do documentário "Energia Livre- A Corrida pelo Ponto Zero " (Free Energy - The Race to Zero Point), um documentário bem antigo, assisti pela primeira vez em 2007 e já parecia antigo, mas não consegui descobrir o ano (acho que é década de 80). Mais uma vez, agradeço a seja lá quem for que se deu o trabalho de traduzir ao menos um trecho. Você pode ver o documentário completo em inglês aqui.

Gerador "Captor de elétrons da Terra" - Mais uma invenção brasileira de energia livre

Bem, eu sei que estou atrasado, que muitos brasileiros que acompanham o movimento FE já souberam disso antes por outros canais, mas eu não poderia terminar o ano de 2013 sem falar dos maranhenses com apenas o ensino médio Nilson Barbosa e Cleriston Leal, da empresa Evoluções Energia. Me senti obrigado a tal, afinal, eles chamaram muita atenção, talvez até mais do que o pessoal do Motor Gravitacional de Porto Alegre. Eles alegam um COP absurdamente alto, se for real é impressionante mesmo. Este é o principal vídeo de demonstração, para quem ainda não conhecia:


domingo, 29 de dezembro de 2013

Trangênicos e o poder de influência das grandes corporações na ciência

Mais uma vez saindo um pouco do nosso foco principal, a energia limpa e infinitamente abundante do universo negentrópico, não podemos deixar de conscientizar nossos leitores sobre outros assuntos, principalmente quando a nossa própria saúde está em jogo, e também, porque estes assuntos tem em comum com nosso tema principal o poder de influência das grandes corporações sobre a "neutralidade" científica. Por isso, indicamos a matéria de Jean Remy Guimarães, do Instituto de Biofísica Carlos Chagas Filho, UFRJ. Para ler a matéria, clicar neste link.

Para contextualizar também a discussão, recomendamos o vídeo abaixo:


Por hora ficamos por aqui.

sexta-feira, 27 de dezembro de 2013

Desafiando a Termodinâmica (1)

Peter Lindemann
Estendendo o que vem sendo tratado neste blog, e considerando as dúvidas de nossos leitores, resolvemos começar uma pequena série (provavelmente dois ou três artigos) que tratam especificamente de criticar as leis da termodinâmica. O primeiro é uma tradução de um artigo do Peter Lindeman. Este artigo se encaixa em uma categoria que eu colocaria como ciência "alternativa", pois cita o trabalho de Rudolf  Steiner, mais conhecido pelo seu trabalho esotérico  chamado Antroposofia e também pela sua Pedagogia Waldorf, e menos pelo trabalho que será citado no artigo, mas apesar disso, o trabalho citado no artigo é verificável experimentalmente. Ainda, apesar de ser um artigo de ciência alternativa, sua análise e crítica das generalizações da termodinâmica é extremamente válida, mesmo para quem rejeita a priori a mistura entre ciência e esoterismo. Do mesmo modo, é também uma boa introdução histórica para quem não sabe sobre o que estamos falando. Então, vamos ao artigo.
Por Peter Lindeman, em Borderlands Science Journal, 1994

segunda-feira, 2 de dezembro de 2013

(Videos) A História das Coisas, Quem Matou o Carro Elétrico, a Permacultura e o Paradigma da Abundância

Falamos aqui sobre a revolução científica que irá nos fornecer energia abundante para uma nova era, que chamamos de Paradigma da Abundância, baseado no pensamento de Buckminster Fuller. Ainda não tivemos a oportunidade de nos aprofundar nesse conceito, que merece maiores explicações, mas nosso foco principal sempre foi a questão energética, visto que ela desempenha um papel importantíssimo no ciclo de qualquer produto. Até para se reciclar um produto e reutilizar sua matéria prima gasta-se energia. E pode-se dizer a energia é responsável por uma parcela significativa da depredação dos recursos naturais e a poluição. De fato, a maior parte, mas não a totalidade.

Mas nem tudo se resume a obter quantidades infinitas de energia sem a queima de combustível. Olhando profundamente para a questão termodinâmica, vemos que o paradigma da escassez, que impede o salto evolutivo da humanidade é, antes de tudo, político e científico.

Seguir por Email

Seguidores