Bem vindo ao seu portal lusófono de Energia Livre e Ciência Alternativa!
NOSSA PÁGINA DO FACEBOOK - Curta e divulgue!
NOSSO CANAL NO YOUTUBE - Inscreva-se
SIGA-NOS NO TWEETER @EnergiaLivreBR
Entre em contato com o autor por e-mail
Participe da pesquisa de Energia Livre no grupo.
Para seguir o blog por e-mail, RSS ou Blogger role até o pé da página.
Na aba direita você encontra os links que abrirão as portas do universo da Energia Livre.
Boa viagem!!

segunda-feira, 26 de janeiro de 2015

Inconformismo e Livre-Pensamento agora considerados doenças mentais

Será o inconformismo e o livre-pensamento uma doença mental? De acordo com a mais nova adição ao DSM-IV (Manual Diagnóstico e Estatístico de Transtornos Mentais), certamente é. O manual identifica uma nova doença mental chamada "transtorno opositivo desafiador" ou TOD. Definido como um "padrão contínuo de comportamento desobediente, hostil e desafiador", os sintomas incluem questionamento da autoridade, negatividade, desafio e argumentação constantes, e irritabilidade.

O DSM-IV é o manual utilizado por psiquiatras para diagnosticar doenças mentais e, a cada nova edição, há dezenas de novas doenças mentais adicionadas. Estamos nos tornando mais doentes? Está ficando mais difícil ser mentalmente saudável? Os autores do DSM-IV dizem que é porque eles são mais capazes de identificar essas doenças hoje. Os críticos alegam que é porque eles têm muito tempo em suas mãos.

Novas doenças mentais identificadqs pelo DSM-IV incluem arrogância, narcisismo, a criatividade acima da média, cinismo e comportamento anti-social. No passado, estes foram chamados "traços de personalidade," mas agora eles são doenças. E existem tratamentos disponíveis.

Tudo isso é um sintoma do excesso de diagnósticos e da cultura da sobre-medicalização. Nos últimos 50 anos, o DSM-IV foi de 130 a 357 doenças mentais. A maioria destas doenças afligem as crianças. Embora o manual seja uma importante ferramenta de diagnóstico para a indústria psiquiátrica, ele também tem sido responsável por mudanças sociais. O aumento do TDAH, transtorno bipolar e depressão em crianças tem sido, em grande parte, por causa da identificação de certos comportamentos do manual como sintomas. Um artigo do Washington Post observou que, se Mozart nascesse hoje, ele seria diagnosticado com TDAH e "medicado até a normalidade estéril."

De acordo com o DSM-IV, as diretrizes de diagnóstico para a identificação de transtorno opositor desafiador são para crianças, mas os adultos podem facilmente sofrer da doença. Isto deve dar alguma razão de preocupação para o americano livre-pensador. A União Soviética usou novas "doenças mentais" para a repressão política. As pessoas que não aceitavam as crenças do Partido Comunista desenvolveram um novo tipo de esquizofrenia. Elas sofreram com a ilusão de acreditar que o comunismo era errado. Elas foram isoladas,  medicadas à força e submetidas a "terapia" repressiva para trazê-las de volta à sanidade.

Quando a última edição do DSM-IV foi publicado, identificando os sintomas de várias doenças mentais em crianças, houve um salto no diagnóstico e medicação das crianças. Alguns estados têm leis que permitem que as agências de proteção mediquem à força, e até mesmo tornam recusar a medicação um crime passível de punição. Isto pinta um retrato arrepiante para aqueles de nós que são não-conformistas. Embora os autores do manual alegam não haver motivos ulteriores, mas simplesmente melhores práticas de diagnóstico, a rotulagem de livre pensamento e inconformismo como doenças mentais tem um grande potencial para o abuso. Ele pode facilmente se tornar uma arma no arsenal de um Estado repressivo.

Fonte: The Mind Unleashed
P.S. - No link original, após o texto há um vídeo

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Seguir por Email

Seguidores